OS HÍBRIDOS DE NOVO

Fale bem ou fale mal, fale de mim!
Esta parece ser uma das táticas para a divulgação dos modelos híbridos, utilizada pela Toyota. Em matéria publicada no Valor Econômico de hoje, a montadora critica o Etanol, em função do alto custo que teria para levar o produto até o Japão. Ao mesmo tempo, aceita publicamente que a gasolina vendida nas bombas da terra do sol nascente passe a ter 10% de álcool na sua composição.

As expectativas da Toyota com a expansão do mercado de híbridos não são nada tímidas: no ano passado, dos 7,92 milhões de veículos da marca vendidos, 313 mil foram híbridos. A Toyota cacareja com vontade que “a tecnologia híbrida é a tecnologia do futuro” e pretende chegar à marca de 1 milhão de veículos híbridos vendidos no ano de 2010.
Em tempo, se os veículos híbridos são movidos à gasolina e à eletricidade, por quê o motor à gasolina não pode ser FLEX? Inclusive a Toyota já utiliza esta tecnologia aqui no Brasil.

Aproveitando a deixa, os governadores de Pernambuco, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná foram ao Japão, disputar os investimentos da Toyota para uma nova planta, que promete ser audaciosa o suficiente para descartar uma ampliação na fábrica de Indaiatuba, pois não haverá espaço para a construção. Aguardemos!

Podem até ter perdido a liderança de mercado para a GM de novo, mas em matéria de buzz, os japas são os melhores!
Que popularizem-se os híbridos então!

Faça o primeiro comentário no artigo "OS HÍBRIDOS DE NOVO"

Comente este artigo

Seu email é obrigatório, mas não será mostrado.


*