Carros. Verdades e mitos no dia-a-dia

Carros. Verdades e mitos para cuidar

Ainda hoje, as mulheres carregam o estigma de “perigosas ao volante”. Sabidamente, isto é um mito, pois as estatísticas de trânsito revelam que a exagerada auto-confiança masculina no trânsito é uma das maiores responsáveis por acidentes de carros, sejam leves ou graves. Porém, as mulheres ainda carregam muitas dúvidas sobre a manutenção correta dos seus carros, o que é um prato cheio para alguns mecânicos, que acabam se aproveitando deste desconhecimento.

Após receber muitas dúvidas por email e consultar algumas mulheres motoristas, publicamos uma lista de algumas verdades e mitos sobre como cuidar e utilizar corretamente o seu carro no dia-a-dia, especialmente dedicada às mulheres.

Mitos e verdades sobre os carros

Ao parar em subidas, devemos “segurar” o carro na embreagem.

MITO: Isto forçará muito o disco de embreagem, podendo até causar um empenamento da peça. Sem contar o forte cheiro de queimado que pode surgir, anulando o seu perfume caríssimo. Usar o freio de mão, nestes casos, é mais seguro, eficiente e não danifica o carro como muitos pensam.

Nas lombadas, é melhor passar uma roda de cada vez.

MITO: Tanto lombadas como valetas devem ser ultrapassadas sempre de frente. Assim você evita que a carroceria sofra alguma torção, que acaba fazendo aparecer aqueles barulinhos iritantes. Seu carro não é carangueijo para andar de lado.

O nível do óleo deve ser verificado semanalmente.

VERDADE: Deixar o motor sem óleo é como deixar sua pele sem hidratante. Cuidando deste item o motor ficará sempre macio. Saiba mais sobre como cuidar do óleo lubrificante, clicando aqui.

Sempre devemos dirigir com a mão apoiada no câmbio.

MITO: Uma mulher que dirige bem, está sempre com as duas mãos ao volante. É mais seguro em caso de manobras bruscas, evita o desgaste prematuro de várias peças do câmbio e nós poderemos ver melhor a nova cor do seu esmalte.

Devemos dar uma última acelerada antes de desligar o carro.

MITO: Quando você está andando com o carro, pode e deve acelerar. Mas não para desligar. Isto é coisa de quem quer chamar a atenção (homens) e só ajuda a danificar o catalisador. As mulheres sabem ser muito mais sutis e delicadas para atrair nossa atenção.

carros - cuidando da embreagem

Não se deve dirigir com o pé apoiado no pedal de embreagem.

VERDADE: Além de prejudicar e danificar a embreagem dos carros, pode quebrar seu salto. Utilize o pedal somente ao arrancar ou trocar de marcha. O gasto com a troca da embreagem pode ser mais caro que aquela carteira Victor Hugo que você tanto quer.

Encostar o pneu no meio-fio ao estacionar.

MITO: Encostar o pneu no meio-fio pode causar bolhas no pneu, levando-o a estourar quando precisar ser mais exigido, como quando tiver que passar por um buraco. Seria como raspar seu sapato novinho na escada.

Em descidas, devemos deixar as marchas desengatadas.

MITO:  Com o carro engatado, você terá muito mais controle sobre ele, além de economizar combustível. Deixar o carro descendo “na banguela” gasta muito mais, além de ser mais perigoso.

Se o motor não pegar, é só empurrar pra pegar “no tranco”.

MITO: Se o motor não pega, é porque há algum problema. Verifique, de início, coisas básicas como nível de combustível e corta-corrente. E Se nenhuma luz do painel acender quando virar a chave, possivelmente há problemas com a bateria ou parte elétrica. Evite ao máximo fazer o carro pegar no tranco. Isso pode até quebrar o motor e o gasto com o conserto pode lhe custar várias semanas de salão.

Depois de dar marcha a ré, não devemos usar a primeira marcha para parar o carro.

VERDADE: Arrancar com o carro se movimentando para trás é coisa de gente afobada. Além de preservar a embreagem, é muito mais elegante parar o carro antes e arrancar suavemente.

Se você tiver mais alguma dica ou dúvida sobre cuidados simples para o dia-a-dia com seu carro, deixe um comentário. Teremos imenso prazer em responder.

25 Comments on "Carros. Verdades e mitos no dia-a-dia"

  1. Muito bom post. Muito engraçados e uteis os comentários!

    Parabens

  2. Fiquei feliz em saber que estou fazendo tudo certo!

  3. Muito bacana o post, conhecimento nunca é demais!

  4. gostei achei legal tudo que eu vi muito conhecimerto

  5. Bom dia .
    Você poderia explicar melhor porque o carro andando desengatado, em descidas, gasta mais combustível?
    Muito obrigado.

    • Eduardo Hoffmann | 9 de abril de 2010 at 11:23 | Responder

      Olá Fred.
      Obrigado pela sua pergunta.
      O freio-motor em motores de ciclo Otto (gasolina, alcool e gnv), consiste em tirar o pé do acelerador, em descidas, com a marcha engatada, para manter a velocidade do carro sem precisar acionar o pedal do freio. Nesta situação, a borboleta da injeção eletrônica (ou do carburador) fica totalmente fechada e o motor atua como um compressor de ar invertido, oferecendo resistência ao deslocamento do veículo.
      Se ficar desengatado (em "ponto morto") a alimentação é acionada para manter o motor ligado, usando combustível para isso.

  6. Boa tarde,

    Uma vez, li que na hora de dar a partida no carro, se você pisar fundo a embreagem, o motor de arranque terá menor esforço e consequentemente durará mais, isso é verdade?

    Muito obrigado.

    • Olá Fred.
      Com certeza isto é um MITO, pois não faz o menor sentido… A menos que você esteja com alguma marcha engatada.

  7. Adorei as dicas e dei muita risada com os apartes femininos….rs

  8. To fazndo auto-escola e o instrutor ta me ensinando a apertar a embregem nas subidas ate o final antes do freio e mantê-la pressionada até a arrancada do carro. Voce pode me explicar melhor pq nao se deve fazer isso?
    Obrigada

  9. Meu pai afirma que ao descer-mos uma ladeira devemos pisar na embreagem até o fundo e controlar a velocidade no freio isso é correto?

  10. o que acontece quando desliga o carro andando?

  11. e verdade que ao ligar o carro devemos acelerar algumas vesez antes de sair.

  12. fiz a embreagem do meu carro em abril desse ano mas fiquei na rua com o carro quebrado sem pedal de embreagem depois de um barulhão o mecanico depois de ficar com meu carro 12 dias me falou que pensou que era embreagem mas que era o pedal que tinha quebrado gostaria de saber se tem logíca nisso pois acho que estou sendo enganada por não entender nada de mecanica cada vez que levo o carro lá é um preço parcelado no cartão eu sei que o carro é velho mas me disseram que a mecanica dele é muito boa se trata de um verona1.8/ a alcool 91

    • Joanis
      Se vc está em dúvida quanto a idoneidade do seu mecânico, a primeira coisa a fazer é consultar outra oficina.
      Realmente não é normal levar 12 dias para identificar que o pedal da embraegem está quebrado…

  13. O que acontece se eu estiver manobrando o carro de ré em uma subida de garagem e derepente vejo que vou ter que deixar o carro voltar um pouco pra frente,só que em vez de parar e engatar a primeira marcha e puxar o carro pra frente eu simplesmente com a ré engatada, só dou uma pisada na embreagem e deixo ele voltar pra frente o que pode acontecer?

  14. bom dia!
    Tenho um gol bola 96, já aconteceu várias vezes do carro andando na gasolina morrer der repente e não pegar, as vezes coloco no gás e ele pega ( nem sempre ) o que pode ser?
    Tem a ver com o relê da bomba com solda ruim?

    • Claudio
      Pode ser, sim, o relê da bomba de combustível, ou até mesmo o filtro de combustível muito sujo, entre outros possíveis problemas.
      É preciso uma verificação mais detalhada para identificar o problema.

  15. Gostei da maneira que se refere a mulher uma forma muito carinhosa!!!!!

  16. guguroots-2013@hotmail.com | 2 de março de 2015 at 06:13 | Responder

    olá bom dia? eu gostaria de saber eu tenho 1 uno 1.0 94 quando eu ligo ele , ponho a primeira ele sai normal , em seguida ponho a segunda ele fika falhando oq sera? eu ti agradesso a explicaçaõ….

Comente este artigo

Seu email é obrigatório, mas não será mostrado.


*